5 livros publicados pela Belas Letras que nasceram de sugestão de leitores

5 livros publicados pela Belas Letras que nasceram de sugestão de leitores

Olha, não tem um adjetivo pra definir com exatidão o tamanho da lista de sugestões de leitores que a gente já recebeu (gigantesca, imensa, interminável…). Todos os meses somos abençoados com muitas ideias legais de livros para publicar. Por vários motivos nem sempre todas acabam vingando, mas a gente analisa com carinho tudo que chega. E nessas idas e vindas a gente deu vida a muitas ideias que chegaram. É muita coisa, dezenas de livros, mas a gente selecionou uma lista de 5 que, sem você, talvez jamais existissem no Brasil 🥰

 

1. A Década do Rock: desculpa, mas isso não é um livro, é um monumento. Pensa numa obra que pesa quase o mesmo que uma guitarra, tem o tamanho de três livros grandes juntos e, se a gente publicasse uma foto do miolo por dia, levaria dois anos pra mostrar tudo. Esse livro foi sugerido por uma leitora muito especial. Ele reúne o melhor das fotos produzidas nos anos 80 pelo maior fotógrafo do rock mundial e deixou a gente de cabelo em pé, porque foi o livro mais caro já produzido e vendido pela gente – R$ 349,90. No fim, deu tudo certo. A primeira edição se esgotou ainda na pré-venda. Essa leitora merece ou não ser contratada para o cargo de estrategista de projetos impossíveis da Belas Letras? 😜🤘

 

2. O Livro de Receitas de Friends: esse foi aquele título que ganhou no cansaço. Foi tanta gente que sugeriu que entra na nossa cota do “agora posso morrer em paz”. 😅 Uma negociação super difícil com a toda-poderosa Warner pra trazer essa coisa linda pro Brasil com exclusividade.

 

3. O Papai é Pop: curiosamente, o livro mais vendido da história da editora – pertinho do meio milhão de exemplares e contando… – talvez não tivesse sido publicado se não fosse a sugestão de uma leitora que gostava das crônicas do autor Marcos Piangers quando ele ainda escrevia para jornal e sugeriu pra gente reunir em um livro. 🤗 Isso não é uma leitora, isso é a reencarnação de Midas disfarçado de leitora!

 

4. Ghost Rider – A Estrada da Cura: o best-seller mundial de Neil Peart, um dos maiores bateristas que esse mundo já viu, só chegou a Belas Letras graças a uma leitora que depois viraria a própria tradutora do livro. A Candice Soldatelli tinha assistido um documentário sobre O Rush, a banda de Neil (aliás, fica a dica: Rush – Beyond the Lighted Stage) e descobriu que Neil tinha perdido a filha tragicamente e havia um livro sobre isso. Na praia, Candice baixou o e-book em inglês, se apaixonou por ele e descobriu que, por mais incrível que pudesse parecer, não havia versão em português e ele nunca havia sido publicado no Brasil. Resolveu se embrenhar pelo Facebook da Belas Letras para sugerir o livro, fez até uma reunião com a gente e o resto é história: publicamos quase todos os livros de Neil Peart, um sucesso atrás do outro. 💪

 

5. Cyndi – Minha história: fãs unidos jamais serão vencidos! 😄 Essa é a história de um verdadeiro exército de fãs que queriam se divertir mas pra isso precisavam de uma obra essencial, a biografia dessa grande diva. 💜 Eles se organizaram estrategicamente para atacar em várias frentes – Face, Insta, e-mail, enfim –, uma tática de guerrilha usada também por outros cândidos leitores que descobriram que a união faz a força. Esse não é o único caso: tivemos vários outros casos assim. E dá pra dizer por experiência própria que quando ela funciona é muito, muito difícil de dizer “não”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.